Maioria acha Bolsonaro desonesto, autoritário e pouco inteligente, diz Datafolha

Maioria acha Bolsonaro desonesto, autoritário e pouco inteligente, diz Datafolha


Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (8/7) mostra que a maioria dos brasileiros acha o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) desonesto, falso, incompetente, despreparado, indeciso, autoritário e pouco inteligente.

O Datafolha vem perguntando à população a percepção em relação ao mandatário. Antes das atuais denúncias de corrupção no Ministério da Saúde, em junho de 2020, por exemplo, 38% o viam como desonesto. O índice cresceu e hoje é de 52%.

O presidente também já foi considerado mais sincero pela população. Em abril de 2019, 59% o viam como sincero. O percentual caiu para 39%. Agora, 55% o consideram falso – em 2019, eram 35%.

O índice dos que consideram Bolsonaro pouco inteligente também cresceu. Era de 39% em 2019 e hoje chega a 55%. Em 2020, os que o consideravam incompetente já eram maioria, com 52%. O indicador, porém, continuou a crescer e está em 58%.

Em abril de 2019, a maioria também já tinha a percepção de que o presidente era autoritário (57%) e incompetente (52%). Segundo a nova sondagem, houve um salto de nove pontos percentuais no quesito autoritarismo, para 66%, e de seis pontos na incompetência, alcançando 58%.

No mesmo período, em relação ao despreparo, o indicador foi de 44% para 62%. Já sobre a desonestidade foi de 40% para 52%. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais e o índice de confiança é de 95%.

No Twitter, a pesquisa com tantos adjetivos ressuscitou o meme “chocha, capenga, manca, anêmica, frágil e inconsistente”, que nasceu do documento da defesa do ex-presidente Michel Temer enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF) que usou essas palavras para classificar a acusação de corrupção passiva no caso JBS.

Metrópoles