Mais de 480 pessoas morreram em meio a onda de calor histórica no Canadá

Mais de 480 pessoas morreram em meio a onda de calor histórica no Canadá


Foram relatadas 486 mortes na região da Colúmbia Britânica, no Canadá, desde sexta-feira, em meio a uma onda de calor histórica que trouxe temperaturas recordes, disseram autoridades na terça-feira (29). O legista-chefe da província disse que foi uma "situação sem precedentes". "Desde o início da onda de calor no final da semana passada, o Serviço Legista da Colúmbia Britânica viu um aumento significativo nas mortes registradas, e suspeita-se que o calor extremo tenha contribuído", disse a legista-chefe, Lisa Lapointe, em comunicado.

O serviço legista normalmente recebe cerca de 130 registros de morte em um período de quatro dias. Os legistas agora estão coletando informações para determinar a causa das mortes e se o calor desempenhou um papel, disse o aviso. "A exposição ao calor excessivo no ambiente pode levar a resultados graves ou fatais, especialmente em pessoas mais velhas, bebês, crianças pequenas e pessoas com doenças crônicas", acrescentou o comunicado. Mais cedo, as autoridades relataram um aumento nas mortes repentinas em Vancouver e nas proximidades de Burnaby e Surrey.

Os policiais responderam a mais de 65 mortes súbitas desde o início da onda de calor na sexta-feira, disse a polícia de Vancouver. "Só hoje, os policiais responderam a 20 mortes súbitas até às 13h45, com mais de uma dúzia de outros esperando o envio da polícia", disse o departamento em um comunicado. As 8feira, disse o oficial de relações com a mídia, o sargento Sarbjit K. Sangha, à CNN. "Embora as causas da morte ainda não tenham sido determinadas em cada um desses casos, podemos confirmar que a polícia de Surrey está respondendo a um número maior do que o normal de mortes desde o início das condições climáticas extremas", disse Sangha.

Na cidade de Burnaby, região metropolitana de Vancouver, a polícia respondeu a mais de 34 chamadas de morte súbita desde segunda-feira, com o calor considerado um fator contribuinte para a maioria das mortes, de acordo com um comunicado da polícia local. "Estamos vendo que esse clima pode ser mortal para os membros vulneráveis de nossa comunidade, especialmente os idosos e aqueles com problemas de saúde subjacentes. É imperativo que verifiquemos uns aos outros durante este calor extremo", disse o cabo Mike Kalanj, da polícia de Burnaby.

Muitos dos mortos são idosos, disse a polícia, pedindo às pessoas que verifiquem seus entes queridos e vizinhos, enquanto a onda de calor que traz temperaturas recordes para a região continua. A polícia de Surrey está encorajando todos os residentes, especialmente os idosos, a tomar precauções para se protegerem de lesões causadas pelo calor. A cidade de Lytton, também em British Columbia, registrou 47,5º C graus na segunda-feira - a temperatura mais alta já registrada no Canadá, e cerca de 9º C acima do normal para esta época do ano.

CNN Brasil