Pintor expulso por comer demais retorna a restaurante e consome 23 pratos

Pintor expulso por comer demais retorna a restaurante e consome 23 pratos


Após ser expulso de restaurante em São Paulo por consumir 14 pratos em rodízio de massas, o pintor João Carlos Apolonio retornou ao estabelecimento nesta quinta-feira, 15, e comeu outros 23 pratos. “Esse é o resultado de me deixar comer à vontade”, declarou ele em vídeo publicado no Facebook.

João foi convidado a se retirar do restaurante na última terça-feira, 13. Ele pagou R$ 19,90 pelo rodízio e ainda teve o dinheiro devolvido por funcionários. No 15º prato servido, o pintor foi impedido de continuar, o que o levou a gravar um vídeo que viralizou nas redes sociais.

“Os caras mandaram eu parar só por causa disso aqui ó: eu comi 14 pratos. Estou fazendo esse vídeo pra mostrar que isso não se faz, não. Me botaram para correr. O cara falou que não vai me servir mais, não, então estou deixando registrado”, narrou. Assista:

Em entrevista ao programa “Melhor da Tarde”, da emissora Band, nessa quarta-feira, 14, João revelou que já havia comido oito pães e não estava com tanta fome antes de adentrar o restaurante no dia anterior. Ele explicou que pediu 10 pratos de uma vez e, após comer tudo, mais cinco.

Segundo ele, um garçom se surpreendeu quando João solicitou mais oito pratos: quatro de lasanha e quatro de nhoque. O gerente do estabelecimento então apareceu à mesa e pediu que o pintor se retirasse. “Por gentileza, o senhor aceita uma proposta? O senhor não é obrigado a ir embora, mas se o senhor foi embora agora, a gente devolve o seu dinheiro e você não precisa pagar nada”, teria dito o homem, de acordo com João Carlos.

Na mesma entrevista, o consumidor também disse que já foi expulso de outro estabelecimento por comer muito, anteriormente. “A primeira vez foi numa padaria e quem comesse uma coxinha de 1 kg não pagaria. Eu comi uma e pedi mais uma”, lembrou. Ele foi impedido de comer a terceira coxinha.

O POVO Online