Rombo comandado pelo filho do prefeito de Itatira é de R$ 132 milhões; empresas não tinham capacidade de trabalhar

Rombo comandado pelo filho do prefeito de Itatira é de R$ 132 milhões; empresas não tinham capacidade de trabalhar


De acordo com as investigações da Polícia Civil do Ceará, o grupo comandado por Jonas Matheus, o filho do prefeito de Itatira Zé Dival, movimentou cerca de R$ 132 milhões nos últimos oito anos.

Duas pessoas foram presas em flagrante ontem na Operação Hasta e R$ 2 milhões foram bloqueados em bens móveis, imóveis e valores. Também houve bloqueio de 420 contas, com cerca de R$ 700 mil. Nos endereços dos alvos, os policiais apreenderam R$ 120 mil em espécie. Vegas afirmou que foi encontrado dinheiro em real, euro, dólar e uma moeda coreana. 

Outro ponto que chamou atenção dos policiais foi a estrutura das empresas, sem capacidade técnica de oferecer os serviços pelos quais foram contratados. "Uma das empresas sequer possuía domicílio. Pintaram na casa de um dos investigados o pedaço de um muro com o nome da empresa. Sequer tinha um imóvel", destacou o delegado.

A polícia destacou que, durante os cumprimentos de mandados, foram encontrados alvos com padrão de vida incompatível à atividade financeira. Os alvos da operação podem ser investigados por fraude à licitação, peculato, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.