Após cobrança, Prefeitura de Hidrolândia desapropria terreno e construirá praça da Finada Marta

Após cobrança, Prefeitura de Hidrolândia desapropria terreno e construirá praça da Finada Marta


A prefeita de Hidrolândia, Iris Martins, assinou um decreto na semana passada, desapropriando um terreno na rua 27 de Dezembro, no centro, onde será construída uma praça em homenagem a Maria Marta de Sousa, a Finada Marta.

Nos últimos dias, a área em questão esteve no centro de uma polêmica, tendo sido colocado um cercado alimentando rumores de que lotes seriam vendidos pelos proprietários e sufocando a pequena capela ali erguida. O advogado Antonio Branco levantou a causa nas redes sociais e o assunto foi tema de uma matéria publicada no dia 16, no A Voz de Santa Quitéria.

O terreno de 4,2 mil m² pertencia ao espólio de Olcino Pereira de Souza e Joana Ferreira de Souza e nunca foi oficializada como doação para o patrimônio da Paróquia Nossa Senhora de Conceição. A desapropriação, segundo Iris, deve ser feita em caráter de urgência, alegando relevante interesse público pela simbologia religiosa de Maria Marta.

O projeto da construção da Praça da Finada Marta e de uma ampliação da capela é um sonho antigo da comunidade hidrolandense e já havia sido usada como promessa de candidatos em eleições passadas, no objetivo de ter um espaço maior e dar mais conforto aos fieis que veneram a santa popular, mas que nunca havia saído do papel.

Também foi desapropriado no mesmo dia, um casarão na rua Raimundo Marques, sendo um dos mais antigos do município e considerado patrimônio histórico, pertencente a Luiz Carlos Martins Timbó, para a construção de um museu.