"Criminoso é ignorar a perda de mais de meio milhão de vidas", diz Camilo após ataques de Bolsonaro

"Criminoso é ignorar a perda de mais de meio milhão de vidas", diz Camilo após ataques de Bolsonaro


O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), respondeu as críticas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) após ser acusado de "ato criminosa" ao decretar as medidas sanitárias para evitar a disseminação da Covid-19 no Estado.

"Criminoso, sr presidente, é ignorar a perda de mais de meio milhão de vidas na pandemia e ainda debochar da dor das famílias. Tivéssemos um Gov Federal mais preocupado com a vida, milhares teriam sido salvas. Seus ataques jamais irão tirar de mim a força para continuar lutando.

O presidente disse ainda que as medidas adotadas por alguns governadores, entre eles o do Ceará, foram além de impensadas, muito mal recebidas pela população. "Mandar ficar em casa sem prover ganho para sua subsistência, isso é mais que uma maldade, é um ato criminoso" afirmou Jair Bolsonaro.

Após exaltar suas ações diante do repasse do Auxílio Emergencial, o presidente afirmou: "E porque fizemos isso? Porque muitos governadores, como esse desse estado, simplesmente mandou fechar o comércio, decretou lockdown, confinamentos e toque de recolher", acusou o mandatário.