Ceará tem a maior queda no número de homicídios no Brasil no primeiro semestre de 2021

Ceará tem a maior queda no número de homicídios no Brasil no primeiro semestre de 2021

 


O número de homicídios no Ceará caiu 28% no primeiro semestre deste ano em comparação a igual período de 2020. É a maior redução de homicídios do país no período, conforme os dados do Monitor da Violência, índice nacional de homicídios criado pelo G1, com base de dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal.

No fim de 2020, o Ceará estava em situação oposta, sendo destaque negativo por apresentar o maior aumento de assassinatos de todo o Brasil. Foi registrado, em todo ano, comparando com índices de 2019, elevação de 81% nos casos de mortes violentas.

Em números absolutos, entre janeiro e julho de 2020, foram cometidos 2.245 assassinatos no estado; em igual período do ano atual, foram registrados 1.599 crimes violentos letais - que homicídios dolosos, feminicídios, lesões corporais seguidas de morte e latrocínios.

Apesar da queda, o Ceará continua, em 2021, como um dos cinco estados mais violentos do País. À sua frente, aparecem a Bahia, com 2.931 homicídios; Rio de Janeiro, com 1.800; Pernambuco, com 1.686; e São Paulo, com 1.615.

No Brasil, os homicídios caíram 8% no primeiro semestre de 2021 na comparação com os primeiros seis meses de 2020.

Especialistas em segurança pública apontam que a queda no Ceará é positiva, mas consideram que o ano passado foi atípico por dois principais fatores: o motim da Polícia Militar e o início da pandemia de Covid-19.

Para o secretário da Segurança Pública do estado, Sandro Caron, o dado é uma queda real em toda a série histórica, iniciada em 2013, e decorre de diversos fatores, como a integração das forças de segurança, inteligência policial, uso de dados estatísticos e aumento da operacionalidade.

G1 Ceará