Comércio se prepara para começar a usar Pix para saque e troco até o fim do ano

Comércio se prepara para começar a usar Pix para saque e troco até o fim do ano


Os lojistas e comerciantes passarão a oferecer o serviço de Pix Saque e Pix Troco em dinheiro. As funcionalidades estão previstas para começar até o final do ano. O anúncio foi feito pelo Banco Central em um evento virtual promovido pela Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes). Com isso, os clientes poderão usar as ferramentas para retirar dinheiro em espécie nos estabelecimentos comerciais. 

O Pix Saque tem o objetivo apenas da retirada de dinheiro, enquanto o Pix Troco envolve uma transação de compra, em que o comprador poderá pagar um valor maior via Pix a fim de receber o troco em espécie.

Na avaliação do presidente da Abrasel, Paulo Solmucci, a medida levará novas funcionalidades para o consumidor e tornará as pequenas empresas mais atrativas. “Para o consumidor, será gratuito. Hoje, ele paga para sacar em uma maquininha de ATM e naqueles bancos 24h. Ele também evitará o deslocamento ao banco. Ele já está almoçando, jantando ou fazendo um lanche, ou está em um posto de gasolina, supermercado, ou seja, é muito bom em termos de conveniência", afirma Solmucci.

O presidente da Abrasel também destaca o benefício para moradores de cidades do interior do Brasil, onde não há agências bancárias ou caixas eletrônicos para saque.

A questão da segurança é um ponto chave desta transição que, segundo a Abrasel, está sendo feita de maneira "cuidadosa, transparente e com bastante diálogo". O presidente da entidade avalia que o Pix Saque e o Pix Troco diminuirão a quantia de dinheiro em espécie nos caixas dos estabelecimentos, favorecendo a segurança dos locais.

Um dos grandes empecilhos dos pequenos comerciantes é o troco em moeda ou notas pequenas. A ideia, portanto, é combater este problema. "Eu passo um Pix de 12,50 e coloco que eu gostaria de receber 20 reais de troco, então debita na minha conta 32,50 e o estabelecimento previamente já está se dispondo a te devolver 20 reais."

CNN