Conselho Curador do FGTS decide pelo repasse de R$ 8,12 bilhões do lucro

Conselho Curador do FGTS decide pelo repasse de R$ 8,12 bilhões do lucro

 

O Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) decidiu nesta terça-feira, 17, pela distribuição de R$ 8,12 bilhões do lucro de rendimento do fundo no ano passado para os trabalhadores. O valor equivale a 96% do resultado positivo de R$ 8,5 bilhões de 2020. O dinheiro não vai diretamente para o bolso dos beneficiários, mas para a conta da pessoa no fundo.

A distribuição irá alcançar 191,2 milhões de contas vinculadas, que acumularam saldo total de R$ 436,2 bilhões no final do ano passado. No ano passado, o FGTS distribuiu entre os cotistas cerca de R$ 7,5 bilhões, equivalente a 66% do lucro apresentado no ano anterior, em 2019, que foi de R$ 11,3 bilhões.  Os valores serão liberados para os trabalhadores com contas, tanto ativas quanto inativas, do FGTS com saldo positivo em dezembro de 2020. 

O dinheiro é distribuído de forma proporcional ao saldo, ou seja, quanto maior o valor nas contas, maior será o lucro liberado para o cotista. A Caixa Econômica Federal é a responsável pelo repasse do montante para os beneficiários e deverá realizá-lo até o dia 31 deste mês. "Os valores serão creditados proporcionalmente ao saldo existente nas contas vinculadas do FGTS no dia 31 de dezembro do ano anterior", afirmou o banco, em nota.


O DIA