Criminosos trocaram tiros com segurança em assalto que terminou com funcionária morta em shopping

Criminosos trocaram tiros com segurança em assalto que terminou com funcionária morta em shopping


A funcionária de uma joalheria do shopping Iguatemi, em Fortaleza, morta a tiros na noite desta sexta-feira, 20, teria sido alvo de crime de latrocínio – roubo seguido de morte, segundo informou a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS). A Polícia afirma que dois homens armados entraram no local e renderam funcionárias da loja. Os criminosos trocaram tiros com um segurança da loja, quando uma vendedora foi baleada.

Câmeras de monitoramento interno registraram o momento em que um dos assaltantes entrou na loja. No vídeo, ele segura a vítima pelo braço, age como se estivesse tentando utilizá-la como escudo humano, e ao mesmo tempo desfere tiros em linha reta. O alvo, possivelmente, era o segurança do estabelecimento, que aparece com uma arma de fogo em punho no fim da gravação. Antes disso, o criminoso arrasta a mulher até a porta, a derruba no chão e deixa o local. Na sequência, a vítima leva a mão ao lado direito do peito e tenta se levantar, com dificuldades. É possível ver gotas de sangue caindo no chão no momento em que ela consegue se erguer e sair da loja para pedir ajuda.


As imagens não registram a participação de uma segundo suspeito, conforme apontado pela SSPDS. Ninguém foi preso até a publicação desta matéria. Equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) realizam diligências nos arredores do shopping, localizado no bairro Edson Queiroz, na tentativa de localizar e prender os autores do crime.

Em nota, a assessoria de imprensa do shopping lamenta o ocorrido e diz que "realizará todos os esforços para apurar as circunstâncias do fato o mais rápido possível". O comunicado afirma ainda que, "em respeito à vítima", as operações do estabelecimento foram encerradas mais cedo. A nota, no entanto, não comenta se houve falhas na segurança, já que as equipes do local não conseguiram evitar a fuga dos suspeitos.


OPOVO