Operação resgata 17 pessoas que construíam casas em situação de trabalho escravo em Fortaleza

Operação resgata 17 pessoas que construíam casas em situação de trabalho escravo em Fortaleza

 


Uma operação fiscal resgatou 17 trabalhadores em situação de trabalho análogo ao de escravo em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Um deles tinha menos de 18 anos de idade, conforme o Ministério Público do Trabalho (MPT) no Ceará.

Os resgatados foram aliciados no município de Madalena, no interior do estado, para trabalhar na construção de casas. Eles estavam alojados em condições precárias em casa velha em um sítio. Todos eram mantidos em completa informalidade, segundo o MPT. Não foram repassados detalhes se houve alguma prisão ou responsabilização contra possíveis suspeitos.

Ao todo, foram lavrados 37 autos de infração por irregularidades trabalhistas. Em razão do risco grave à integridade física dos trabalhadores, a equipe de fiscalização interditou o alojamento, máquinas e o trabalho em altura. A operação iniciou há duas semanas. Os 17 trabalhadores receberam cerca de R$ 181 mil em verbas rescisórias pelo tempo de serviço prestado e terão direito a três parcelas de Seguro-Desemprego Especial do Trabalhador Resgatado.

De volta ao município de Madalena, os trabalhadores serão encaminhados aos órgãos de assistência social, para atendimento prioritário. Concluída a fiscalização, o caso será enviado aos ministérios públicos do Trabalho, Federal (MPF) e Polícia Federal, para as providências cabíveis.


G1