Rebeca Andrade e Zanetti ficam fora de pódio na ginástica; saiba o que aconteceu no dia 10 das Olimpíadas de Tóquio

Rebeca Andrade e Zanetti ficam fora de pódio na ginástica; saiba o que aconteceu no dia 10 das Olimpíadas de Tóquio


As Olimpíadas de Tóquio 2021 estão no dia 10. O Time Brasil entrou em ação nas finais da ginástica artística com Rebeca Andrade e Arthur Zanetti, que não conseguiram notas suficientes para subir ao pódio. Na canoagem, Isaquias Queiroz segue na briga por medalha. Veja no resumo o que aconteceu entre a noite de domingo, 1º, e a madrugada de segunda-feira, 2, enquanto você dormia.

O dia 10 fica marcado também pelo anúncio de que Simone Biles voltará a competir na Olimpíada em Tóquio. Ela disputará a final da trave nesta terça-feira, 3, prova em que a brasileira Flavinha Saraiva brigará por medalha. Entre outros resultados do Time Brasil, estão disputas no handebol, vôlei e tênis de mesa.

Rebeca Andrade é 5º na final do solo
Com a nota 14.033, a brasileira Rebeca Andrade terminou em quinto lugar na final do solo da ginástica artística e ficou de fora do pódio na final do solo da ginástica artística. A atleta, que conquistou o ouro na prova do salto e prata na individual geral, teve a apresentação com a música "Baile de Favela" comprometida com a saída do tablado.

Zanetti cai na final das argolas
O ginasta brasileiro Arthur Zanetti ficou de fora do pódio na final das argolas da ginástica artística. Na conclusão da apresentação, ele não conseguiu cravar a saída para o solo e acabou caindo. O erro comprometeu a nota dada pela arbitragem de 14.133 pontos, a mais baixa da prova de decisão.

Biles de volta!
A superestrela da ginástica americana Simone Biles, que não disputou quatro finais da ginástica dos Jogos Olímpicos de 2020, voltará a competir na terça-feira (3), na última final de sua modalidade em Tóquio, na trave de equilíbrio. A informação foi divulgada pela Confederação de Ginástica dos Estados Unidos.

Isaquías e Jacky avançam
A dupla de canoístas brasileiros Isaquias Queiroz e Jacky Godmann está na semifinal da canoagem. Competindo pela categoria C-2 sprint, em corrida de 1.000 metros, eles ficaram em primeiro na bateria das quartas de final na Olimpíada de Tóquio.

Despedida do handebol
O Brasil entrou em quadra entre a noite deste domingo, 1°, e a madrugada desta segunda-feira, 2, pela última rodada da fase de grupos do handebol feminino nas Olimpíadas de Tóquio, contra a França. Para avançar às quartas de final, as brasileiras precisavam vencer ou empatar com as francesas. Contudo, a equipe europeia triunfou por 29 a 22 e eliminou o Brasil da competição.

Obrigada a deixar a Olimpíada
A atleta de Belarus Krystsina Tsimanouskaya foi obrigada a suspender sua participação nos Jogos de Tóquio-2020 depois de ter criticado publicamente sua federação, afirmou neste domingo, 1º, a Fundação Bielorrussa de Solidariedade Esportiva.

Brasil está eliminado no tênis de mesa
O Brasil está fora da disputa por equipes no tênis de mesa na Olimpíada de Tóquio. A equipe, com Vitor Ishiy, Gustavo Tsuboi e Hugo Calderano, perdeu a partida das quartas de final contra a Coreia do Sul na madrugada desta segunda-feira, 2.

Bruno e Evandro perdem no mata-mata
A dupla Bruno Schmidt e Evandro Oliveira perdeu nas eliminatórias do vôlei de praia na Olimpíada de Tóquio. Com o resultado a favor da Letônia, os brasileiros estão fora da disputa.

Tricotando em Tóquio?
Ouro nos saltos ornamentais sincronizados em Tóquio-2020, o britânico Thomas Daley, de 27 anos, voltou a chamar atenção neste final de semana enquanto assistia à final feminina dos saltos ornamentais trampolim de 3 metros. Na arquibancada, o atleta tricotava uma peça de roupa e dividia a atenção entre seu hobbie e suas colegas de profissão. A cena viralizou na internet.

Adiamento na vela
As competições de vela na Olimpíada de Tóquio previstas para esta segunda-feira, 2, foram adiadas. Devido à falta de vento, as regatas não puderam acontecer.

Brasileiras não avançam no atletismo
As brasileiras Ana Carolina Azevedo e Vitória Rosa participaram na noite deste domingo, 1°, das baterias eliminatórias dos 200 metros rasos e não conseguiram avançar de fase na competição. Carolina ficou na quinta colocação de sua prova, com tempo de 23.20, a melhor marca da temporada para a atleta. Vitória, por sua vez, atingiu a marca de 23.59 e terminou na sexta posição.

Recorde da Venezuela
A venezuelana Yulimar Rojas escreveu a página mais importante de sua carreira esportiva neste domingo, na final do salto triplo. Ela alcançou a marca de 15,67 metros nas Olimpíadas de Tóquio e conquistou seu primeiro ouro olímpico com um recorde mundial que estava de pé há quase três décadas.

O Povo Online