Segunda dose da vacina Pfizer será antecipada no Brasil, anuncia ministro

Segunda dose da vacina Pfizer será antecipada no Brasil, anuncia ministro


A segunda dose da vacinação com a Pfizer contra Covid-19 será antecipada a partir de setembro, informou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. O objetivo é tentar conter o avanço da variante Delta do coronavírus. A antecipação começará em setembro, segundo o ministro, diante da expectativa de que todos os adultos já estejam vacinados com pelo menos uma dose.

A informação foi divulgada por Queiroga na manhã deste sábado, 14 de agosto, no lançamento do programa-piloto de testagem em massa, em Brasília.

O intervalo estimado entre as doses é de aproximadamente três meses. A previsão inicial da fabricante era de a segunda dose ocorrer após 21 dias. Porém, o prazo foi esticado para três meses no Brasil e outros países para vacinar a maior quantidade possível de pessoas com a primeira dose. Inclusive, estudos indicaram aumento da imunidade com intervalo maior. Todavia, vários países passaram a reduzir novamente o intervalo devido à variante Delta. Pesquisas apontam que a proteção contra essa cepa só ocorre com a segunda dose.