Teto de residência entregue na sexta por Bolsonaro desaba dois dias depois, no Ceará

Teto de residência entregue na sexta por Bolsonaro desaba dois dias depois, no Ceará


O teto de PVC de uma residência do programa Casa Verde e Amarela, entregue na última sexta-feira, 13, pelo presidente Jair Bolsonaro em Juazeiro do Norte, no Cariri, desabou na noite deste domingo, 15. Parte da residência, onde moram uma jovem de 24 anos, o filho dela, um menino de 3, e a mãe da jovem, uma mulher de 48 anos, ficou alagada.

A família perdeu móveis do quarto (guarda-roupa e cama) e da cozinha (fogão) que tinha acabado de comprar. “Minha mãe estava deitada na cama no quarto e escutou um estouro alto. O forro cedeu e começou entrar água em todo o quarto. Foi terrível”, conta a diarista Raquel Gonçalves, que não estava em casa no momento da ocorrência.

A família recebeu as chaves da casa na sexta, se mudou no sábado, e o alagamento aconteceu na noite de domingo. A mãe da jovem tem problemas de depressão e, segundo ela, não quer voltar para a casa. “Ela está muito insegura”, diz a jovem. 

O encarregado de manutenção da Morefácil Construtora, que ergueu o empreendimento, Eliano dos Santos, estava na residência na manhã desta segunda-feira, 16. Segundo ele, a tubulação em 90 graus se descolou e somente uma perícia deve indicar as razões. “Foi uma fatalidade que não se poderia prever. O cano foi mal colocado e a pressão alta da água fez com que a cola do cano se rompesse”, diz.

Questionado sobre a razão de o cano ter sido mal colocado, ele informou que o processo de colagem foi feito de forma correta, com a raspagem e a limpeza, processo adequado para esse tipo de instalação. O que a perícia deve indicar, ainda de acordo com o encarregado, é se foi usada pouca cola no procedimento.

O Povo Online