Vaquejada clandestina aglomera cerca de 5 mil pessoas no Ceará

Vaquejada clandestina aglomera cerca de 5 mil pessoas no Ceará


Uma vaquejada clandestina reuniu cerca de 5 mil pessoas neste sábado (14), em Barbalha, na região Cariri do Ceará. A Polícia Militar do (PMCE) e a Vigilância Sanitária conseguiram, depois de uma hora e meia, dispersar a multidão que desrespeitava o distanciamento social, o uso de máscara e outros pontos do decreto estadual contra a Covid-19.

A aglomeração aconteceu em um parque de vaquejada no sítio Brejinho, em Barbalha. Os participantes estavam consumindo bebida alcoólica e usavam equipamentos de som conhecidos como ‘paredões’. Após denúncias de moradores, os órgãos de fiscalização foram ao endereço, mas só conseguiram chegar à vaquejada cerca de 40 minutos depois porque havia trânsito e fluxo de pessoas nos dois sentidos da via que dá acesso ao sítio.

A quantidade de pessoas chamou atenção do coordenador da vigilância sanitária de Barbalha, Carlos Henrique Albuquerque. “Um tipo de aglomeração nunca visto nesse período de pandemia no município. Um verdadeiro ataque à saúde e ao período pandêmico que nós estamos vivendo”, comentou o coordenador.

Conforme Carlos Henrique, o dono da festa foi localizado e vai ser responsabilizado por conta da aglomeração e desrespeito às medidas contra o coronavírus. A PMCE informou que o responsável pelo estabelecimento, onde ocorria um “bolão de vaquejada”, foi multado pelo órgão sanitário.

G1 CE