20 governadores, inclusive Camilo, afirmam que aumento na gasolina é problema nacional

20 governadores, inclusive Camilo, afirmam que aumento na gasolina é problema nacional

Em carta, vinte governadores, inclusive Camilo Santana (PT), do Ceará, respondem às acusações do presidente da República, Jair Bolsonaro, com relação ao aumento do ICMS no combustível. De acordo com carta, nos últimos 12 meses, o preço da gasolina registrou um aumento superior a 40%, "embora nenhum Estado tenha aumentado o ICMS incidente sobre os combustíveis".

Para os signatários, o problema envolvendo o tema é nacional, "e, não somente, de uma unidade federativa". E mandaram um claro recado ao mandatário, ao dizerem que "falar a verdade é o primeiro passo para resolver um problema".
Ao longo dos últimos meses, com o aumento do preço do combustível e com a pressão de setores como o dos caminhoneiros, Bolsonaro tem colocado a responsabilidade do aumento do combustível nos governadores.

Segundo o presidente, o aumento se deve em grande parte ao ICMS estadual. Bolsonaro tem incentivado seus eleitores a pressionar dirigentes para solucionar a questão. Por isso, os gestores incluíram no manifesto, a fim de deixar claro que o presidente falta com a verdade, mas sem citá-lo nominalmente que "falar a verdade é o primeiro passo para resolver um problema".


OPOVO