Após pressões, Petrobras anuncia R$ 300 milhões para subsidiar gás de cozinha de famílias de baixa renda

Após pressões, Petrobras anuncia R$ 300 milhões para subsidiar gás de cozinha de famílias de baixa renda


A sucessão de cobranças e críticas ao constante aumento no preço dos combustíveis levou a Petrobras a anunciar, na noite desta segunda-feira, a destinação de R$ 300 milhões para a criação de um programa social de apoio a famílias em situação de vulnerabilidade social, com foco no gás de cozinha. A informação foi antecipada pelo site do Jornal O Globo.

Segundo a reportagem, a decisão foi anunciada dias depois de o presidente da estatal, Joaquim Silva e Luna, ter afirmado que não haveria qualquer mudança na política de preços da estatal e que não caberia à empresa ações para subsidiar o preço do botijão de gás, um dos itens que mais pressionam os gastos das famílias de baixa renda.

De acordo com as informações da Perobras, o programa terá duração de 15 meses, ou seja, se estenderá até o mês de dezembro de 2022. Segundo, ainda, a estatal, o programa, que foi aprovado pelo Conselho de Administração, é similar a ações sociais de praticadas por outros players de mercado e se justifica pelos efeitos da pandemia de Covid-19.

O presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, destacou que, com essa iniciativa, a estatal fortalece a suas ações na área social. “Somos uma empresa socialmente responsável e comprometida com a melhoria das condições de vida das famílias, particularmente das mais vulneráveis. A pandemia e todas as suas consequências trouxeram mais dificuldades para as pessoas em situação de pobreza. Tal fato alerta a Petrobras para que reforce seu papel social, contribuindo ainda mais com a sociedade”, observa Joaquim Silva e Luna.