Centenário de nascimento de Isabel Betisa Lobo Furtado, referência na educação de Santa Quitéria

Centenário de nascimento de Isabel Betisa Lobo Furtado, referência na educação de Santa Quitéria


Neste 7 de Setembro de 2021, se viva fosse, comemoraria 100 anos de nascimento, Isabel Betisa Lobo Furtado, uma das maiores referências na história da educação de Santa Quitéria. A educadora faleceu aos 92 anos, em 28 de julho de 2014, deixando três filhos da união que teve com Dr. Paulo Furtado: Paulo Eduardo (in memoriam), Antônio Regis e Francisco das Chagas.

Lecionou nas extintas escolas Monsenhor Tabosa, Centro Educacional Fonseca Lobo, Escola Normal Senador Catunda, Instituto Maria Julia Andrade e foi diretora da Escola Júlia Catunda por 33 anos e também do Colégio Paulo Freire.

No âmbito social, foi sócia da Associação Cearense de Jornalistas do Interior, correspondente do jornal O POVO, presidente do Centro de Apoio à Infância e Adolescência Arlinda Lôbo (Memorial Arlinda Lobo), diretora do Posto de Saúde Edson Lobo de Mesquita e membro da Associação Cultural Monsenhor Luis Ximenes. Betisa Lobo também foi agraciada com a Medalha Justiniano de Serpa, conferida pelo Governo do Estado; Mérito Rotário, do Rotary Club de Santa Quitéria e o Comenda Jacurutu de Ouro, da Associação dos Filhos e Amigos de Santa Quitéria.

No último dia 03, foi sancionado pelo prefeito Braguinha, uma lei que denomina de Isabel Betisa Lobo Furtado, a avenida que liga o bairro Primavera ao loteamento Orlando Magalhães, na CE-257 (saída para Hidrolândia), sendo projeto de autoria da vereadora Aurismênia Chaves.