Namorada de homem morto e esquartejado pelo filho tem prisão preventiva decretada

Namorada de homem morto e esquartejado pelo filho tem prisão preventiva decretada


A namorada do homem morto e esquartejado pelo filho adolescente em Fortaleza teve a prisão preventiva decretada pela Justiça nesta terça-feira (28). Sara Nascimento Parente de Morais, 21 anos, é suspeita de ajudar o jovem a ocultar o corpo da vítima, que era seu companheiro.

A mulher foi presa em flagrante quando trabalhava em uma loja de roupas em um shopping, no Bairro Jóquei Clube, nesta terça. No mesmo dia, ela passou por uma audiência de custódia e teve a prisão relaxada pela Justiça, que considerou ilegal. Porém, o Ministério Público do Ceará (MPCE) havia solicitado a prisão preventiva dela, cumprida pelo Poder Judiciário.

Rafael Ferreira Barbosa, de 38 anos, foi morto com um tiro na cabeça na quinta-feira (23), após uma discussão com o filho e, em seguida, teve o corpo esquartejado. O jovem chegou a congelar partes dos membros do pai e guardou em uma geladeira no apartamento onde a vítima morava.


Segundo o delegado Rodrigo Jataí, da 2ª Delegacia do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), em coletiva na sede da delegacia especializada, o filho relatou aos policiais que rendeu a namorada do pai e a amarrou em um quarto. No dia seguinte, após jogar os membros do homem, ele voltou ao apartamento, soltou a namorada do pai e os dois decidiram ocultar o corpo da vítima, que já estava há três dias no apartamento.

Apesar do adolescente relatar que Sara não participou diretamente da morte da vítima, a polícia afirma que partiu dela a decisão de ocultar o corpo para não chamar a atenção dos vizinhos. Na decisão da prisão preventiva, a juíza Adriana da Cruz Dantas, da 17ª Vara Criminal de Audiências de Custódia, considerou que Sara tem "índole violenta, frieza e menosprezo à vida humana".

"A suposta prática deste crime, cuja gravidade é inegável e foi perpetrado junto com um adolescente, escancara a periculosidade social, a índole violenta, a frieza e o menosprezo à vida humana, sendo possível conceber que, solta, Sara Nascimento Parente de Morais poderá voltar a ter atitudes socialmente perigosas e colocar em risco a vida e a integridade física de outros cidadãos", disse a juíza do documento.

Sara foi autuada por ocultação de cadáver e corrupção de menor. Já o adolescente foi apreendido suspeito de infração análoga ao crime de homicídio, porte ilegal de arma de fogo e ocultação de cadáver.

Membros jogados em rua e ocultação do corpo
Um dia após o crime, o adolescente pegou os braços e as pernas do pai que ele havia guardado em um congelador no apartamento da vítima e, com o carro do homem, foi até o Bairro Siqueira e abandonou os membros dentro de uma caixa de papelão.

Em seguida, segundo relatado pelo jovem à polícia, ele voltou para o apartamento, soltou a namorada do pai e os dois decidiram ocultar o corpo da vítima, que já estava há três dias no apartamento. "Ele conversou com a companheira do pai. Ela, inicialmente, quis chamar a polícia, mas acreditou que não acreditariam nela. Então, em comum acordo com o adolescente, resolveram desovar o corpo no Anel Viário, pois já estava com um cheiro muito forte e poderia chamar a atenção dos vizinhos", afirmou o delegado.

O tronco e a cabeça de Rafael Ferreira foram localizados às margens do 4º Anel Viário, no Parque Jari, em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza, no último domingo (26).

Apreensão do filho e prisão da namorada
Ainda de acordo com o delegado, após o tronco da vítima ser localizado, a polícia iniciou as investigações sobre o caso e, com a ajuda de câmeras de segurança, conseguiram identificar o carro usado para deixar o corpo no local. O veículo foi encontrado estacionado em um condomínio no Bairro Bom Jardim, onde a vítima morava. Com isso, chegaram até o apartamento do homem, onde foram recepcionados pelo adolescente, filho da vítima.

"Os policiais solicitaram a entrada no local e durante uma breve revista encontraram uma pistola 380 em um dos quartos. O adolescente bastante nervoso, vendo que os policiais encontraram a arma, confessou ter assassinado o pai no dia 23, no interior do apartamento", relata o delegado. Após ser apreendido, o adolescente, que já tinha registro de ato infracional por posse irregular de arma de fogo, indicou o local em que jogou os membros do pai.

G1 CE