Santa Quitéria adere ao Consórcio de Manejo de Resíduos Sólidos e começa a viabilizar o fim do lixão

Santa Quitéria adere ao Consórcio de Manejo de Resíduos Sólidos e começa a viabilizar o fim do lixão


Santa Quitéria deu um importante passo no meio ambiente. Após assembleia realizada no último dia 06, foi aprovada a entrada do município no Consórcio Público de Manejo de Resíduos Sólidos da Região dos Sertões de Crateús.

O objetivo do Consórcio é buscar adotar uma solução regional compartilhada na gestão dos resíduos sólidos com tecnologias ambientalmente adequadas para o tratamento e disposição final, promovendo a educação ambiental junto à população e apoiando a implantação da coleta seletiva nos municípios. Compõem hoje as cidades de Hidrolândia, Ipu, Ipueiras, Nova Russas, Tamboril, Catunda, Monsenhor Tabosa e Poranga.

Desde junho, o CRS já discutia o pedido de adesão por parte da Prefeitura Municipal e nesta quarta-feira (15), o superintendente Flávio Brito visitou a Secretaria de Meio Ambiente, onde se reuniu com o prefeito Braguinha, a secretária Ângela Cassimiro e da coordenadora Ana Paula Martins para alinhar os detalhes.

Entre os benefícios, está a melhoria da infraestrutura do lixão, diminuindo de forma significativa o acúmulo de material e problemas oriundos da prática, contaminação do solo, queima e contaminação atmosférica; e a futura construção da Central Municipal de Resíduos. O local, quando concluído, terá um conjunto de operações e áreas específicas de manejo para diferentes tipos de resíduos incluindo, galpão de acumulação de resíduos, galpão de triagem, área de manejo de resíduos verdes, galpão de compostagem, área de manejo de resíduos da construção civil e ecoponto com área de triagem.


Lixão
Em agosto de 2019, o juiz Isaac de Medeiros Santos, titular da 1ª Vara da Comarca de Santa Quitéria, havia determinado a interdição do lixão e que a Prefeitura Municipal implantasse, no prazo de um ano, o aterro sanitário, decisão que nunca fora cumprida. O juiz também levou em consideração relatórios técnicos que apontam que os resíduos sólidos estavam contaminando o solo e os lençóis freáticos.