Sobe para 35 o número de motoristas de aplicativo mortos no CE desde 2017

Sobe para 35 o número de motoristas de aplicativo mortos no CE desde 2017

Mais um caso de violência a motoristas de aplicativos foi registrado no Ceará em 2021. Com isso, sobe para 35 o número de condutores assassinados no Estado desde 2017, conforme dados da Associação dos Motoristas de Aplicativos do Ceará (Amap-CE). Nessa sexta-feira, 10, o motorista Samir Lima da Silva, 31, foi vítima de latrocínio em Fortaleza, sendo o segundo caso de violência registrado a motoristas de app no Estado neste ano.

Em 2020, a categoria viveu o ano mais violento, quando foram registrados 16 homicídios entre os profissionais. Desde 2017, mais 17 trabalhadores da categoria foram assassinados no Estado. Conforme a Amap, em 2017 contabilizou 12 mortes, 2018 registrou duas e em 2019 mais três casos de violência.

De acordo com o presidente da Amap-CE, Rafael Keylon Gomes da Silva, a Associação estará acompanhando os procedimentos policiais e cobrando uma resposta rápida para a categoria sobre o caso da morte de mais um profissional. “Mais um motorista foi assassinado rodando. Ele se torna o segundo motorista assassinado em 2021, vítima de latrocínio. Mais uma vez a categoria está de luto. Agora a gente cobra da Justiça, da Secretaria da Segurança Pública, da Delegacia de Homicídio, do governador Camilo Santana, um suporte e uma resposta rápida à nossa categoria”, disse, em vídeo publicado nas redes sociais.