Bancas de apostas no Centro de Fortaleza são incendiadas após um mês de ameaças

Bancas de apostas no Centro de Fortaleza são incendiadas após um mês de ameaças


Duas bancas de apostas foram incendiadas no Centro de Fortaleza nas madrugadas do domingo, 3, e da sexta-feira, 8. Os ataques aconteceram depois de ameaças que teriam sifo feitas por supostos integrantes de uma facção criminosa.

De acordo com a advogada da banca Paratodos, Katarina Landim, as ameaças começaram há um mês, por meio de mensagens de WhatsApp. Os textos diziam que a banca de apostas não poderia funcionar, e os autores das ameaças se autodenominariam da facção Comando Vermelho (CV).

Conforme a advogada, há uma semana um homem pilotando motocicleta começou a ameaçar os funcionários das bancas e arrancar os adesivos. A empresa realizou um Boletim de Ocorrência no 34º Distrito Policial, no Centro, e identificou a placa de um dos veículos que realizava essas ações.

Na madrugada da última quinta-feira, 3, criminosos invadiram a banca localizada rua General Clarindo de Queiroz com rua Senador Pompeu, onde incendiaram o estabelecimento. Já na madrugada da sexta-feira, 8, uma outra banca na rua Castro e Silva, também no Centro, foi atacada. Imagens do circuito interno de segurança do imóvel mostram o momento em que homens arrombam a porta e incendeiam o local. 

A advogada destaca que outras bancas estão sob ameaça, nos bairros Granja Portugal e Granja Lisboa, em Fortaleza. Há uma lista com as bancas que estariam sob a proibição dos supostos integrantes da organização criminosa. Um detalhe citado pela profissional é de que os funcionários das bancas que estão recebendo a visita desses criminosos temem reconhecê-los formalmente nas delegacias. Todos estão com medo de trabalhar.

O POVO