Bebê prematura que pesa menos de 1kg passa por cirurgia cardíaca no interior Ceará

Bebê prematura que pesa menos de 1kg passa por cirurgia cardíaca no interior Ceará

 

Uma criança de dois meses de idade, que nasceu prematura e pesa 700 g, passou por um procedimento cirúrgico de urgência, em Barbalha, no Cariri do Ceará. A menina, que nasceu com 24 semanas de gestação, possuía duas cardiopatias congênitas, e aguardava há cerca de um mês na fila de espera.

O médico cirurgião cardíaco, Samuel Soares, responsável pelo procedimento, explica que a criança nasceu com problema no coração e não sobreviveria a uma viagem até Fortaleza, que fica a 533km de distância. A cirurgia então foi feita, excepcionalmente, no leito da UTI Pediátrica.

As duas cardiopatias congênitas impactavam de forma expressiva na saúde da criança, sendo que uma delas impedia a sua saída do respirador, bem como de ganhar peso e se desenvolver.

“Para resolver o problema foi necessário realizar o fechamento do canal arterial, através de incisão no tórax, especificamente do lado esquerdo, onde conseguimos identificar o canal de comunicação entre a aorta e a artéria pulmonar, que ficava jogando muito sangue para o pulmão, interferindo na respiração”, disse o cirurgião.

O bebê estava na fila de espera há 30 dias para o surgimento de uma vaga em Fortaleza, porém com a desocupação da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica Covid, foi realizado no Hospital do Coração do Cariri, tendo em vista que a locomoção até a capital seria muito desgastante e arriscada para a vida da criança.

O procedimento é inédito e foi realizado, sob supervisão de Samuel Soares, por profissionais do Hospital do Coração do Cariri, mantido pela Fundação Otília Correia Saraiva (FOCs).

G1 CE