Caso Canindé: Manifestação pede libertação de mulher que mandou matar marido

Caso Canindé: Manifestação pede libertação de mulher que mandou matar marido

 

Um grupo de manifestantes se reuniram, nesta sexta-feira (1), contra a violência doméstica e em prol da liberdade de Maria Aparecida Barroso, no Centro de Canindé. Ela está presa, por tentativa de homicídio contra o marido.

Com isso, desde o ocorrido muitas pessoas vem demostrando apoio a ela nas redes sociais e solidariedade. Maria Aparecida tentava separação há quase dois anos, quando descobriu que o marido Jaelson Oliveira, tinha uma relação amorosa e mantinha relações sexuais com a própria filha.

O delegado Daniel Aragão responsável pelo caso apresentará um relatório final sobre a investigação até segunda - feira (4), definindo a conclusão do inquérito. Ela está em prisão temporária de 30 dias em Canindé.

O caso aconteceu no último dia 29 de junho, quando Jaelson e a filha foram baleados na entrada de casa. A jovem acabou sendo baleada ao tentar ajudar o pai. Os dois sobreviveram, mas ele ainda segue internado.