Com comissão eleitoral definida, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santa Quitéria escolhe nova diretoria até final de outubro

Com comissão eleitoral definida, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santa Quitéria escolhe nova diretoria até final de outubro


Mais de 500 sócios do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santa Quitéria compareceram nesta terça-feira (05) a EEEP Monsenhor Luís Ximenes, onde participaram da assembleia para a escolha da comissão eleitoral que conduzirá o pleito de votação da nova diretoria. A primeira reunião para esta definição, ocorrida em setembro, havia sido anulada após denúncias de supostas fraudes e foi parar na Delegacia.

Para garantir a lisura do processo, foram enviados para o local cerca de sete funcionários da Vara do Trabalho de Crateús, além de uma composição da Polícia Militar para que os ânimos não se acirrassem.

Diferentemente da primeira assembleia - em que o tumulto se deu pela falta de crachás (meio de voto do agricultor sindicalizado), ontem houve em quantidade suficiente para todos. Os três nomes indicados pela atual executiva obtiveram 361 votos, enquanto que o grupo opositor liderado por Cícero Lopes angariou 186 votos.

De acordo com o atual presidente Junior, o edital de convocação das eleições será publicado no dia 10 e prevê que a votação oficial deverá ocorrer até o final deste mês, de modo que a transição entre diretorias ocorra dentro do prazo que rege o estatuto sindical.

Já o grupo de oposição promete levar o processo, mais uma vez, para a Justiça do Trabalho, segundo o advogado Samuel Barroso, alegando interferências. O mesmo apresenta duas denúncias: um áudio do atual presidente orientando sobre a regularização do sócio junto ao sindicato em contrariedade à ordem judicial - pedirá nulidade da prestação de contas - e um eleitor fotografado ontem com dois crachás (dois votos).