Comitê da FDA recomenda vacina da Pfizer para crianças de 5 a 11 anos

Comitê da FDA recomenda vacina da Pfizer para crianças de 5 a 11 anos


O comitê de especialistas que auxilia a FDA (Food and Drug Administration, agência regulatória dos EUA) recomendou na 3ª feira (26.out.2021) a aplicação da vacina contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech em crianças de 5 a 11 anos. A agência já aprovou o uso para maiores de 12 anos.

Segundo o comitê, os benefícios da vacinação superam os riscos. Agora, cabe à FDA analisar a questão. Se o órgão aceitar a recomendação, o tema passa para o CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças), que tem a palavra final. Especialistas do CDC tem reunião agendada para a próxima semana para discutir a possível aprovação.

Dados das farmacêuticas mostram que a vacina teve uma taxa de eficácia de 90,7% em crianças de 5 a 11 anos. Pfizer e BioNTech indicaram que a dosagem aplicada nessa faixa etária deve ser menor: 10 microgramas, em vez da dose de 30 microgramas usada para pessoas com 12 anos ou mais. No documento enviado à FDA, as farmacêuticas disseram que as crianças têm o potencial de se tornar “o principal motor da pandemia em um futuro próximo”.

Segundo a Pfizer e a BioNTech, o fato de crianças menores de 12 anos estarem inelegíveis para vacinação anticovid faz com que “permaneçam em risco de contrair covid e continuem a servir como um grande ‘reservatório’ para transmissão comunitária”.

Dados do CDC mostram que mais de 190 milhões de pessoas estão completamente vacinadas nos EUA. O valor corresponde a 57,5% da população total e a 67,2% dos maiores de 12 anos, atualmente elegíveis para a vacinação.  Mais de 66% receberam ao menos uma dose (77,7% dos maiores de 12 anos).

Poder 360