Covid em crianças: delta causa mais sintomas, mas não agrava casos, diz estudo

Covid em crianças: delta causa mais sintomas, mas não agrava casos, diz estudo

Um estudo preliminar realizado no Reino Unido aponta que a variante delta provocou um pouco mais de sintomas em crianças e adolescentes, sobretudo febre e dor de cabeça, mas não foi responsável por causar quadros mais graves de Covid-19. Tanto a infecção pela variante delta quanto por alfa foi marcada por curta duração e carga parecida de sintomas.

A pesquisa foi conduzida pelo mesmo grupo do do King's College London que, no começo deste ano, concluiu que a variante alfa não gerou casos mais graves de Covid do que os provocados pelo "vírus original", aquele identificado pela primeira vez em Wuhan. 

Os pesquisadores fizeram a comparação entre dois grupos de crianças e adolescentes em idade escolar diagnosticadas com Covid-19: 694 infectados pela variante alfa entre o fim de dezembro de 2020 e o início de maio de 2021, e 706 infectados pela delta entre o final de maio e o início de julho.

As crianças infectadas pela delta tiveram um pouco mais de sintomas, sendo a dor de cabeça e a febre mais comuns.
Os sete sintomas prevalentes nos dois grupos (infectados com alfa e delta), segundo os pesquisadores, foram:
- Dor de cabeça
- Fadiga
- Febre
- Perda do olfato
- Espirros
- Corrimento nasal
- Dor de garganta

Para as crianças (5 a 11 anos) um sintoma que também foi mais relatado do que entre os adolescentes e a população em geral foi a dor na região dos olhos. Os pesquisadores afirmam que a maioria dos sintomas teve duração igual ou inferior a dois dias.


G1