Eunício afirma que Ciro “miou como gatinha” no pedido de trégua ao PT

Eunício afirma que Ciro “miou como gatinha” no pedido de trégua ao PT


O ex-presidente do Senado Eunício Oliveira (MDB-CE) se manifestou sobre o pedido de trégua do presidenciável Ciro Gomes (PDT) ao PT, após ter sido agredido por manifestantes de esquerda no último sábado, em ato contra Bolsonaro em São Paulo. O emedebista disse que o FG “miou como uma gatinha”, além de garantir que o “coroné arregou”.

Cadê o valentão, cadê o coroné? Miou. Miou como gatinha. Coroné arregou. Cadê a valentia, rapaz? Cadê a coragem? Falta voto, meu irmão. Está apanhando da esquerda, apanhando da direita, o centro odeia ele. Vai para casa, rapaz, está na hora de tu ir para casa. Tu já mentiu tantas vezes que ia para casa. Tu não tem mais coragem de enfrentar, não. Cada hora tu diz uma coisa. De manhã é uma coisa, de tarde é outra, de noite é outra. Não tem João Santana que dê jeito. O eleitor brasileiro já sabe quem é você, rapaz. Arregou e miou.

Eunício subiu o tom contra Ciro e mostrou que está disposto a enfrentar os FGs na corrida para o Abolição. Ele recebe hoje (5) o ex-presidente Lula em jantar em Brasília. No cardápio, a forma de derrotar os FGs no Ceará.

CN7