Motorista de app é preso por abuso de miss durante corrida

Motorista de app é preso por abuso de miss durante corrida

 

Em audiência de custódia realizada na quarta-feira (20/10), o motorista de aplicativo Rogerio Conceição, de 52 anos, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva após ser denunciado por importunação sexual contra a miss Ilhabela 2021, Ariana de Melo, de 27 anos. A mulher registrou um boletim de ocorrência na Polícia Civil de São Paulo acusando-o de ter passado a mão em seus seios e coxa durante uma corrida entre Barueri e a capital paulista na terça-feira (19/10).

Após a acusação, Rogerio foi preso em flagrante na Vila Mariana, zona sul de São Paulo, pelo Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope). Indiciado pelo crime, ele pode receber pena de um e cinco anos de prisão.

De acordo com a assessoria de imprensa de Ariana de Melo, ela relatou à polícia que o motorista a atacou com palavras de baixo calão, como “gostosa”, “prostituta” e “vagabunda”, ao saber que ela era modelo.

Ao chegar ao destino, Rogerio teria travado as portas do carro para que ela não desembarcasse do veículo. Foi quando Ariana gritou por ajuda e pessoas que passavam pelo local foram até o automóvel. Finalmente, o homem a teria deixado descer e ido embora. Em depoimento, o condutor negou as acusações.

Em nota, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) confirmou ao Metrópoles a decretação da prisão preventiva, mas informou que o caso tramita em segredo de Justiça.

Ariana começou a participar de concursos de beleza ainda na adolescência, aos 13 anos. Venceu o Miss Estudantil da região de sua cidade natal, Arcoverde (PE), e desde então destaca-se em concursos nacionais e internacionais.

Metrópoles