Criança morta aos 2 anos vira 'milagreira', e túmulo é ponto de peregrinação, no Ceará

Criança morta aos 2 anos vira 'milagreira', e túmulo é ponto de peregrinação, no Ceará


No Cemitério São João Batista descansam muitas personalidades da história do Ceará como escritores, políticos, poetas, heróis de guerra e médicos, no entanto, dois dos túmulos mais visitados do local são de duas meninas anônimas. Um deles é o a pequena Lúcia, que morreu aos 2 anos em 1917.

O túmulo de Lúcia até hoje recebe bombons, doces, tercinhos e placas de graças alcançadas, segundo a funcionária do cemitério e guia Laiane Gadelha. Ela explica que as visitas acorrem durante todo o ano, em especial, no Dia das Crianças e de Finados.

A criança é irmã de Luiza Távora, primeira-dama do Ceará durante os dois mandatos do ex-governador do Ceará Virgílio Távora.

“Não sabemos exatamente o que aconteceu. Muita gente fala muita coisa. Ele é bastante visitado no Dia das Crianças e muito mais no Dia de Finados [jazigo de Lúcia]. O pessoal tem um costume de deixar bombons, doces, tercinhos, placas de graças alcançadas, e alguns até bem recentes. E muita gente atribui as graças a Lúcia. A Lúcia inclusive é irmã da Luiza Távora esposa de Virgílio Távora. Inclusive a Luiza está com ela”, explica.

O Cemitério São João Batista existe há 155 anos no Centro de Fortaleza. É o mais antigo da capital em funcionamento. Ao todo, são cerca de 25 mil túmulos distribuídos em 92 mil m².

No alto do túmulo de Lúcia, há uma pequena foto da menina em que ela aprece sentada como se estivesse esperando alguém. Em cima da lápide, também há flores e várias placas com os dizeres: "Lúcia agradeço pela graça alcançada”, “Obrigado, por uma graça alcançada”, “Lúcia agradeço pela graça alcançada” e “Agradeço à Lúcia 2 graças”.

Sobre a morte da criança, Laiane Gadelha diz que existem inúmeras explicações. "Já falaram várias histórias. A que eu mais escutei foi que ela tinha saído para uma mata perto da casa dela e, ela era especial, uma coisa assim, se perdeu e foi encontrada depois".

G1 CE