Jovem é estuprada por dois homens na casa de amigos e suspeitos saem dando risadas

Jovem é estuprada por dois homens na casa de amigos e suspeitos saem dando risadas

 

Uma jovem de 20 anos foi estuprada por dois homens na casa de amigos. O caso ocorreu em Lagoa Formosa, na região do Alto Paranaíba, em Minas Gerais, na última segunda-feira (1º). Os suspeitos fugiram dando risadas e não foram localizados pela polícia. A vítima foi abordada enquanto dormia.

A garota contou que estava em uma praça da cidade fazendo uso de bebidas alcoólicas com um casal de amigos. Na sequência ela foi para a casa deles e por lá encontrou com dois conhecidos. O grupo continuou bebendo, mas ela acabou indo dormir, assim como os donos do imóvel.

Conforme o registro da ocorrência da Polícia Militar, a jovem percebeu que alguém estava passando a mão nas partes íntimas dela enquanto dormia. Após acordar assustada, ela viu que se tratava dos dois rapazes que estavam na casa.

A vítima pediu para que eles parassem, mas eles não atenderam o pedido. O crime sexual continuou sendo praticado e a dupla retirou a roupa da jovem e consumou o ato.

Ajuda

A vítima contou que gritou por socorro, mas os amigos não a escutaram. Ela só conseguiu ir até eles após ter sido solta pelos suspeitos. A amiga da jovem contou que ela chegou em estado de choque contando os momentos de pânico que passou.

Os amigos da vítima expulsaram os suspeitos da casa diante da gravidade do ocorrido. Segundo eles, os homens foram embora dando risadas.

Sumiço

Durante o registro da ocorrência, um dos suspeitos ligou para a vítima. Policiais militares conversaram com o homem, mas ele disse que não iria se apresentar e se recusou a passar informações sobre o caso denunciado.

A polícia chegou a ir na casa de um dos suspeitos. A mãe recebeu os militares e num primeiro momento alegou que o filho estava em Goiás desde a última quinta (28), no entanto, voltou atrás e informou não saber do paradeiro do familiar.

Novos contatos telefônicos foram realizados para os suspeitos, no entanto, os aparelhos estavam desligados. Até o encerramento da ocorrência pela PM, nenhum deles foi localizado.

A Polícia Civil foi procurada pelo BHAZ e informou que “os trabalhos investigativos estão em curso para a completa elucidação dos fatos”. “Assim que concluídos, serão remetidos à Justiça. Não houve prisão em flagrante”, esclareceu.

Crime sexual

O crime de estupro é previsto no art. 213 do Código Penal, e consiste em “constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso”. Mesmo que não exista a conjunção carnal, o criminoso pode ser condenado a uma pena de reclusão de seis a 10 anos.

Nota da Polícia Civil

“A Polícia Civil de Minas Gerais investiga o crime de estupro registrado, na segunda-feira (1/11), em Lagoa Formosa. Os trabalhos investigativos estão em curso para a completa elucidação dos fatos e, assim que concluídos, serão remetidos à Justiça. Não houve prisão em flagrante”.

BHAZ