Mamonas Assassinas, Gabriel Diniz, Chapecoense: relembre famosos que morreram em acidente de avião

Mamonas Assassinas, Gabriel Diniz, Chapecoense: relembre famosos que morreram em acidente de avião

Acidentes com avião causam sempre enorme comoção, sobretudo pela perca da vida das vítimas que ocorre geralmente de maneira trágica. A história mostra que outros cantores, artistas e personalidades do cenário nacional também já se envolveram em acidentes com avião.

Na tarde desta sexta-feira (5) a cantora de sertanejo Marília Mendonça perdeu a vida em um acidente com um avião bimotor onde ela estava. Outras quatro pessoas, incluindo piloto, co-piloto, e familiares de Mendonça, também estão entre as vítimas. As causas serão investigadas.

Gabriel Diniz
Um dos últimos acidentes de avião que teve como vítimas cantores sertanejo envolveu o cantor Gabriel Diniz. O acidente aconteceu em 2019, quando a aeronave em que o cantor estava caiu no povoado Porto do Mato, no município de Estância, em Sergipe. Diniz morreu aos 29 anos, no auge do seu maior sucesso: Jenifer. A Força Aérea Brasileira (FAB) revelaria em relatório, um ano depois, que a causa da queda do avião foi falta de manutenção na aeronave.

Mamonas Assassinas
Em 1996 um acidente de avião causado por uma falha interpretação dos pilotos sobre o plano de voo, matou os cinco integrantes da banda pop Mamonas Assassinas: Júlio Rasec (tecladista), Dinho (vocalista), Samuel Reoli (baixista), Bento Hinoto (guitarrista) e Sérgio Reoli (baterista). A tragédia aconteceu a noite, quando a banda voltava de um show em Brasília. Os músicos viajavam em um jato executivo Learjet que colidiu sobre árvores na Serra da Cantareira. O acidente é considerado por fãs, até hoje, a maior tragédia da aviação envolvendo artistas do cenário musical.

Chapecoense
O avião que levava jogadores da Chapecoense, integrantes da comissão técnica e jornalistas para o jogo contra o Atlético Nacional para disputar a final da Copa Sul Americana, na Colômbia, caiu 28 de novembro de 2016, matando 71 pessoas próximo do aeroporto de Medelín (Colômbia). Seis pessoas foram resgatadas com vida.

Eduardo Campos
O então candidato do PSB à Presidência da República nas eleições de outubro 2014, Eduardo Campos, de 49 anos, estava a bordo da aeronave Cessna 560 XL, prefixo PR-AFA, que caiu no meio de uma área residencial do bairro Boqueirão, em Santos, no litoral paulista.
O acidente vitimou, além de Campos, outras seis pessoas: o assessor Pedro Almeida Valadares Neto, o assessor de imprensa Carlos Augusto Ramos Leal Filho (Percol), Alexandre Severo Gomes e Silva (fotógrafo), Marcelo de Oliveira Lyra (assessor da campanha) e os pilotos Marcos Martins e Geraldo da Cunha.

Teori Zavascki
O acidente com a aeronave que transportava o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, ocorreu em janeiro de 2017, ao tentar aterrissar em Paraty, na costa verde do Rio de Janeiro. A aeronave decolou do Aeródromo Campo de Marte, em São Paulo, com destino ao Aeródromo de Paraty. Durante a aproximação para pouso, em condições restritas de visibilidade, a aeronave impactou contra a água na Baía de Paraty. A aeronave ficou totalmente destruída e todos os ocupantes morreram.

Ulysses Guimarães
O deputado federal Ulysses Guimarães morreu em 12 de outubro de 1992, vítima de acidente aéreo quando o helicóptero em que viajava de Angra dos Reis (RJ) para São Paulo caiu em alto-mar. Seu corpo nunca foi encontrado, mas a morte foi oficialmente confirmada.



REVISTA CENTRAL