Moro discursa como presidenciável em filiação: 'chega de mensalão e rachadinha'

Moro discursa como presidenciável em filiação: 'chega de mensalão e rachadinha'


Sergio Moro se filiou ao Podemos nesta quarta-feira (10), em Brasília, com direito a cerimônia e discurso de presidenciável. Apesar de declarar que "nunca foi político", o ex-juíz sinalizou que pode ser candidato em 2022 e alfinetou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), ao citar 'rachadinhas', e o ex-presidente Lula, referindo-se ao 'mensalão'.

"É um projeto para termos um governo de leis que age em benefício de todos e não apenas de alguns. Chega de corrupção, chega de mensalão, chega de petrolão, chega de rachadinha. Chega de querer levar vantagem em tudo e enganar a população."

Moro ainda disse que "pretende fazer o justo com todos" e que jamais usaria o Brasil "para ganho pessoal". O ex-ministro da Justiça do governo Bolsonaro recentemente viu o  Supremo Tribunal Federal (STF) estender sua suspeição para todos os processos em que ele atuou contra Lula na 13ª Vara Federal de Curitiba. Dessa forma, os processos que julgou voltaram à estaca zero. 

"Vocês sabem que podem confiar que eu sempre vou fazer a coisa certa. Ninguém irá roubar o futuro do povo brasileiro. Estou, portanto, recomeçando hoje, à disposição de vocês, por um Brasil justo para todos", discursou Moro, em Brasília.

Último Segundo