Mulher paga R$ 400 mil e entrega casa para golpista por medo de “mal espiritual”

Mulher paga R$ 400 mil e entrega casa para golpista por medo de “mal espiritual”


Uma mulher foi presa por suspeita de “extorsão espiritual”, em Alvorada do Norte, a 255 km da capital goiana. De acordo com a Polícia Civil de Goiás, que divulgou o caso nesta quarta-feira (10/11), uma vítima chegou a transferir mais de R$ 400 mil e a casa em que morava para a investigada, que fazia constantes ameaças.

A polícia informou que iniciou as investigações a partir de denúncias feitas pela vítima, informando que vinha sendo extorquida ao longo de quatro anos pela suspeita. A extorsão era praticada por meio de promessa de mal espiritual. Conforme a polícia, a acusada afirmava que, caso não fossem pagos altos valores pela realização de sessões espirituais e “rezas”, a vítima e seus familiares padeceriam de problemas sérios de saúde.

Prejuízos
Em depoimento à polícia, a vítima contou que repassou mais de R$ 400 mil para a suspeita. A investigação revelou diversos depósitos e transferências de valores debitados da conta da vítima e creditados na conta da suspeita, que chegou a exigir uma procuração de transferência da casa em que a vítima morava, o que, segundo a polícia, foi feito devido ao frágil estado emocional e desespero desta.

Após a instrução do inquérito policial, munido de provas referentes à materialidade delitiva, bem como fortes indícios de autoria, a autoridade policial representou pela prisão preventiva da mulher, o que foi confirmado pelo Ministério Público e deferido pelo Judiciário.

A mulher foi presa no momento em que saía de um supermercado, na cidade de Simolândia. Ela foi encaminhada ao presídio feminino de Formosa e está à disposição da Justiça. O Metrópoles não conseguiu localizar o contato da defesa da suspeita para se manifestar, já que o nome dela não foi divulgado.

Metrópoles