Após morte da mãe por Covid-19, pai consegue registrar filho em cartório de Fortaleza

Após morte da mãe por Covid-19, pai consegue registrar filho em cartório de Fortaleza

 

O cearense Mailson do Nascimento, 33 anos, conseguiu, nesta terça-feira (21), registrar o filho, o pequeno Thayson. Mailson lutava para garantir a certidão de nascimento do filho após a morte da mulher por Covid-19. O registro de Thayson aconteceu em um cartório na comunidade do Lagamar, em Fortaleza.

A mãe de Thayson, Maria Mirele Paula da Silva, ainda aproveitava os primeiros meses do filho quando foi diagnosticada com o novo coronavírus e morreu em 7 de março deste ano, em uma UPA de Fortaleza, deixando o companheiro e o filho, na época com quatro meses e ainda sem registro de nascimento.

Na luta para registrar o menino, Thayson recorreu à Defensoria Pública do Ceará, que solicitou um exame de DNA para comprovar a paternidade. O exame comprovou que o homem é pai biológico do menino. Com o resultado positivo, toda a documentação foi encaminhada e a certidão de nascimento pôde ser solicitada.

"O coração de toda a nossa família está muito feliz. É só um papel, mas aqui tem escrito o nome que eu e a mãe dele escolhemos quando ela ainda estava viva [...] não tem palavra que descreva o que eu estou sentindo. Depois de mais de um ano, agora posso mostrar para todos a certidão de nascimento do Thayson", disse Mailson.

Planos para o futuro

Avó do pequeno Thayson, Maria Alice, de 62 anos, também celebrou o registro do neto e já faz planos para o seu futuro. "Agora vou poder matricular ele na creche, levar ele pro posto, dar as vacinas direitinho, sem ter medo da assistente social dizer que a qualquer momento ele pode ser tirado da gente".

G1 CE