Assaltante pula nas costas de pedestre, dá 'mata-leão' e rouba celular com comparsa

Assaltante pula nas costas de pedestre, dá 'mata-leão' e rouba celular com comparsa


Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento que um assaltante salta nas costas de um morador da região de Higienópolis, área nobre do Centro de São Paulo, e aplica um golpe conhecido como 'mata-leão' para imobilizar a vítima, enquanto um comparsa se aproxima e rouba o celular dela, que caiu no chão. Em seguida, os dois criminosos fogem. O homem roubado se levanta e também vai embora, aparentemente sem ferimentos . A Polícia Civil investiga o caso .

As imagens foram gravadas por volta das 20h de segunda-feira (6) pela câmera de segurança de um prédio da Rua Baronesa de Itu. Elas mostram o pedestre de camisa vermelha e calça parado na calçada, mexendo no telefone, enquanto o bandido, que usa camisa comprida e bermuda, se aproxima dele pelas costas. Em seguida pula nas suas costas prendendo o pescoço da vítima com os braços. Ele ainda cruza as pernas sobre o corpo do morador até ele cair na rua.

A vítima tenta se livrar do criminoso, mas não consegue. O vídeo ainda mostra uma pessoa que está com o bandido se aproximando e pegando o aparelho que ficou no asfalto. Depois, os dois ladrões fogem correndo. O homem que deu a 'gravata' na vítima deixou os chinelos que usava na fuga.

Sequência de fotos reproduzidas a partir de vídeo de câmera de segurança mostram quando criminoso pula nas costas de morador, dá golpe 'mata-leão' e derruba a vítima para que comparsa roube o celular dela. Crime ocorreu em Higienópolis, bairro nobre do Centro de São Paulo — Foto: Reprodução/Redes sociais

Sequência de fotos reproduzidas a partir de vídeo de câmera de segurança mostram quando criminoso pula nas costas de morador, dá golpe 'mata-leão' e derruba a vítima para que comparsa roube o celular dela. Crime ocorreu em Higienópolis, bairro nobre do Centro de São Paulo — Foto: Reprodução/Redes sociais

Questionada, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou, por meio de nota divulgada por sua assessoria de imprensa, que, mesmo não tendo encontrado nenhum registro policial sobre o caso, a Polícia Civil vai analisar as imagens e investigar o roubo ocorrido em Higienópolis. A investigação será feita pelo 77º Distrito Policial (DP), Santa Cecília.

"A Polícia Civil esclarece que, até o momento, nenhum registro foi localizado pela delegacia da área. Contudo, o 77º DP ciente das imagens iniciou a apuração do caso. A equipe de investigação da unidade realiza diligências visando a identificação e prisão dos autores, bem como ao esclarecimento dos fatos", informa o comunicado da pasta da Segurança.

A SSP reforçou no comunicado que "a formalização do boletim de ocorrência é imprescindível e pode ser feita em qualquer unidade territorial do Estado ou pela Delegacia Eletrônica (https://www.delegaciaeletronica.policiacivil.sp.gov.br/ssp-de-cidadao/home)",

O g1 não conseguiu localizar a vítima para comentar o assunto até a última atualização desta reportagem.

Moradores e funcionários de prédios do bairro ouvidos pela reportagem disseram que o morador roubado na noite de segunda estava voltando para o condomínio onde mora com a família. Ele tinha ido levar a neta na casa da filha, que mora próximo e quando voltava para sua residência foi surpreendido pelos bandidos.

Procurado para comentar o assunto, o advogado Rodrigo Karpat, coordenador de direito condominial da Ordem dos Advogados do Brasil em São Paulo (OAB-SP), afirmou à reportagem que também teve conhecimento do roubo ao morador de Higienópolis após ver a imagem dele nas redes sociais.

"Tomando conhecimento do vídeo, através de grupos de WhatsApp do bairro, as pessoas ficaram muito assustadas e infelizmente situações como essa têm ocorrido constantemente no bairro", disse Rodrigo.

De acordo com o especialista em condomínios, é preciso que, além da polícia, moradores e funcionários tenham conhecimento de como se comportar para evitar que sejam vítimas de criminosos.

"A segurança de forma geral nos condomínios têm tido problemas. Nós temos uma grande quantidade de furtos e roubos dentro dos condomínios, os condomínios precisam pensar sempre a segurança sempre como algo que deve contemplar não só a barreira física, mas também o treinamento dos funcionários e o entendimento dos moradores para medidas de segurança, como controle de acesso, informações quanto a funcionários que vão trabalhar", afirmou o advogado.

G1