Auxílio Brasil reduz beneficiários no Ceará novamente e mais de 19 mil famílias ficam de fora


Em dezembro, mês em que está prevista a ampliação dos beneficiários do Auxílio Brasil, aumentou em mais 1.083 o número de famílias cearenses excluídas da folha de pagamento pelo Ministério da Cidadania. Além de não receberem o benefício que garante o pagamento mínimo de R$ 400, o acréscimo representa 19.273 famílias encerrando o ano sem o apoio financeiro da politica de transferência de renda no Ceará. 

Há um mês, O POVO revelou com exclusividade a exclusão de 18.190 famílias cearenses da lista de beneficiários durante a transição do Bolsa Família para o Auxílio Brasil. A redução ocorreu ainda que a promessa do Governo Federal fosse manter integralmente a quantidade de beneficiários. 

Para dezembro, a meta, além do pagamento mínimo de R$ 400, viabilizado por um ano pela Medida Provisória nº 1.076, seria dar início à expansão do Auxílio Brasil, de modo que o programa social se aproximasse do objetivo de atender cerca de 17 milhões de famílias. 

Conforme o Ministério da Cidadania, no Brasil, o pagamento do benefício deverá contemplar cerca de 14,5 milhões de famílias com investimento total estimado em R$ 6 bilhões. No Ceará, a folha de pagamento de dezembro exibe 1.093.505 beneficiários, enquanto em novembro era um pouco mais, totalizando 1.094.588 famílias.

Mas, antes da transição do Bolsa Família para o Auxílio Brasil, o número de famílias que recebiam o benefício no Estado era de 1.112.778, ou seja, já havia a exclusão de 18.190 de cadastrados.

O povo

Postagem Anterior Próxima Postagem