Funcionário de empresa municipal morre na fila para ser demitido

Funcionário de empresa municipal morre na fila para ser demitido


Um funcionário da empresa de limpeza e obras de Guarulhos Proguaru morreu na manhã desta sexta (10/12) enquanto esperava na fila para assinar sua demissão. A companhia, que é pública, está sendo extinta e centenas de colaboradores foram assinar a homologação do desligamento.

De acordo com o Sindicato de Servidores de Guarulhos, José Benedito Pinto tinha 70 anos e era agente de portaria da Proguaru. Por volta das 9h, ele esperava na fila quando passou mal sob o sol forte e caiu.


Agentes da Guarda Municipal de Guarulhos o socorreram, mas ele não resistiu. José Benedito trabalhava na firma desde janeiro de 2000. A ação de demissão em massa dos funcionários da estatal municipal acontecia no CEU Continental, no Parque Continental II. O sindicato afirmou que tomará providências legais contra o prefeito de Guarulhos, Guti (PSD).

A companhia também se manifestou por nota: “A Proguaru lamenta o falecimento do funcionário José Benedito Pinto, 70, agente de portaria, após passar mal nas dependências do CEU Continental. A empresa está prestando toda a assistência aos familiares neste triste momento. Funcionário desde o ano de 2000, ele apresentava problemas cardíacos, conforme consta em sua ficha médica. A causa da morte ainda não foi divulgada”, afirmou.

Metrópoles