Idosa cadeirante que sofria violência doméstica é condenada por atear fogo ao marido

Idosa cadeirante que sofria violência doméstica é condenada por atear fogo ao marido

 

Na última sexta-feira, 17 de dezembro, uma idosa cadeirante de 74 anos, moradora de Belo Horizonte, Minas Gerais, foi condenada a seis anos de prisão por ter matado o marido em 2011. Ela alega que era vítima de violência doméstica. As informações foram divulgadas originalmente pela revista Istoé.

A idosa afirma que era frequentemente agredida pelo marido, tanto física como verbalmente. Condenada a regime fechado, ela relata como o crime aconteceu. 

No dia em que matou o marido, ela  havia sido ameaçada por ele com uma garrafa de álcool. A idosa pegou o vidro e jogou o combustível no homem, enquanto ele dormia. Em seguida, ateou fogo nele com um isqueiro.

De acordo com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), tanto defesa, quanto acusação irão pedir prescrição do crime, por conta da idade avançada da mulher. A idosa vai aguardar o recurso em liberdade.

O povo