Sargento da PM é investigado por constranger vítima de estupro para que desistisse da denúncia

 

Sargento da Polícia Militar do Ceará está sendo investigado pela Controladoria Geral de Disciplina (CGD) por constranger uma mulher vítima de estupro para que ela desistisse da denúncia. O militar teria alegado que conhecia os acusados. A determinação da sindicância para apurar o caso foi publicada nessa terça-feira, 7, no Diário Oficial do Estado (DOE).

A vítima teria sido transportada na mesma viatura que os possíveis criminosos. A mulher relatou que se sentiu pressionada a desistir do procedimento legal e que, durante o percurso, o homem falou que conhecia os dois e que ela incriminaria "dois inocentes". A conduta do PM será apurada.

Na publicação do Diário Oficial a investigação é atribuída a dois nomes diferentes, o de um sargento da Polícia Militar e de um tenente da mesma corporação, no entanto, O POVO apurou que houve um equívoco na publicação e o investigado é o sargento da PM.

O povo

Postagem Anterior Próxima Postagem