Secretária do Ministério da Saúde diz ao STF que vacinação infantil é segura

Secretária do Ministério da Saúde diz ao STF que vacinação infantil é segura

 

A secretária extraordinária de enfrentamento à Covid-19, Rosana Leite de Melo, enviou nota técnica ao Supremo Tribunal Federal (STF) na qual afirma que a vacina contra a Covid-19 desenvolvida para crianças é segura e que o imunizante é uma ferramenta de proteção. Além disso, ela ressaltou que a vacinação vai diminuir interrupções de aulas na pandemia.

No documento, Melo detalha ter ocorrido uma análise técnica "de forma rigorosa" pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). "As vacinas estão sendo monitoradas quanto à segurança com o programa de monitoramento de segurança mais abrangente e intenso da história do Brasil", disse a secretária.

O posicionamento da integrante da equipe do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, vai de encontro aos questionamentos sobre a segurança da vacina para crianças entre cinco e 11 anos de idade, feitos pelo próprio ministro e, sobretudo, pelo presidente Jair Bolsonaro (PL).

“Antes de recomendar a vacinação [contra a] Covid-19 para crianças, os cientistas realizaram testes clínicos com milhares de crianças e nenhuma preocupação séria de segurança foi identificada”, pontuou a secretária em nota técnica concluída no último dia 19 de dezembro e a qual o portal G1 teve acesso.

O povo