Cearense é ameaçada através de aplicativo para realizar transferências via pix; homem foi preso

Cearense é ameaçada através de aplicativo para realizar transferências via pix; homem foi preso

Foto: SSPDS/Reprodução

Um homem natural do Pará, atualmente preso em Pernambuco, foi identificado, nesta quinta-feira (6), como suspeito de extorquir dinheiro de uma mulher no município de Quixadá, interior do Ceará. O preso ameaçava a vítima por meio de um aplicativo de mensagens, se passando por um integrante de um grupo criminoso, com atuação no Ceará, de acordo com as investigações da Polícia Civil do Ceará, que iniciaram na última terça-feira (4).

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS) informou que o paraense mantinha contato com a vítima, uma mulher de 42 anos, por meio de um aplicativo de mensagens, por onde mandava diversas ameaças exigindo que ela realizasse transferências via Pix.

Assim que as equipes policiais tomaram conhecimento do crime por meio de um Boletim de Ocorrência (B.O), os investigadores da Delegacia Regional de Quixadá iniciaram as investigações ininterruptas, que resultaram na identificação de Luan Wagner Martinez Silva (29), natural do Pará, mas que se encontra preso em Pernambuco.

Ainda segundo as investigações policiais, o homem conseguia o contato das possíveis vítimas por meio das redes sociais que continham informações iniciais, como local, nome e telefone delas.

Com o apoio dos agentes penitenciários de Pernambuco, o aparelho celular que estava com o investigado foi apreendido e será enviado para o Ceará, a fim de dar continuidade às investigações, pois há indícios que outras pessoas também foram vítimas dele nos municípios de Eusébio, Aquiraz, Pacajus, Viçosa do Ceará e Ubajara. As investigações seguem em andamento.

G1 CE