Família de Marculino Neto decide não jogar suas cinzas no açude Serrote

Família de Marculino Neto decide não jogar suas cinzas no açude Serrote


A família de Antônio Marculino Neto, que faleceu no último dia 09, faria uma homenagem a ele neste sábado (15), quando celebrará a Missa de sétimo dia de vida eterna. A família tinha decidido jogar parte das cinzas do radialista no açude Edson Queiroz (Serrote), mas após comentários maldosos nas redes sociais, os familiares optaram por não mais fazer o momento com as cinzas no açude.

O corpo do radialista foi cremado em Fortaleza, após velório no Centro de Velório Anjo da Guarda. Ele passou 107 dias internado na UTI do Hospital São Camilo, onde lutava contra uma bactéria no pulmão e não resistiu.

Por algum tempo, Marculino residiu na vila São Damião, às margens do maior açude de Santa Quitéria. Em vida, publicado em suas redes sociais, se referia ao reservatório como "maravilhosa reserva hídrica e que com ele, o município deu um grande salto no seu desenvolvimento".

A missa ocorrerá às 7h, na Igreja Matriz de Santa Quitéria.