Com 140 mm, Hidrolândia tem a maior chuva do estado em 24h, com arrombamento de açude, queda de muro e outros danos


140 milímetros de uma forte chuva enfrentada pelos moradores de Hidrolândia na tarde deste sábado (15). Em menos de três dias, parte da população passou pelo recorrente susto da água invadir seus imóveis, formando vários pontos de alagamento e em alguns casos, com danos mais severos.

No açude do Ortan, na localidade de Pelada, o açude não resistiu a intensidade e veio a arrombar, deixando os moradores ilhados. Na escola Adail Freitas Marinho, na avenida Cláudio Camelo Timbó, parte do muro veio a cair e por pouco, não encharcou algumas salas. Houve cheia também na barragem do distrito de Irajá, no rio Feitosa e no Rio Batoque, onde uma passagem molhada próximo ao centro ficou com o acesso completamente interditado.


Os bueiros também têm sido um grande problema, que não estão suportando a vazão, inclusive o asfalto cedeu na rua 7 de Setembro, em frente ao Mercantil Rural.


No pluviômetro oficial, a Funceme contabilizou 112 milímetros, sendo a maior precipitação do estado nas últimas 24 horas. Nestes primeiros 16 dias do ano, já choveu na sede 338 mm, superando em 254% o esperado para o mês inteiro (que era 95.5).
Postagem Anterior Próxima Postagem