Demutran de Santa Quitéria sai da Segurança e vai para Secretaria de Infraestrutura, mas deve se transformar em autarquia

Demutran de Santa Quitéria sai da Segurança e vai para Secretaria de Infraestrutura, mas deve se transformar em autarquia


Órgão que tem sido alvo de bastante discussão junto à população nas últimas semanas, o Departamento Municipal de Trânsito de Santa Quitéria inicia o 2022 com várias mudanças na sua estrutura de trabalho, amparada na reorganização administrativa proposta pela Prefeitura e sancionada na segunda-feira (03).

Antes ligado à Secretaria de Cidadania e Segurança Pública, o departamento agora passa a ser subordinado a pasta da Infraestrutura e Serviços Urbanos (antiga Obras). A justificativa, segundo o secretário de planejamento Micael Oliveira, é que houve um erro na formulação da emenda modificativa enviada para a Câmara e que em uma lei anterior, constava como parte em Obras.

Durante a live da prestação de contas, ocorrida no último dia 30, Micael pontuou que esta troca será provisória até que o Executivo envie um projeto de lei tornando o Demutran em Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes, previsão esta ainda para janeiro.

O diretor geral do departamento, Robledo Mororó, que recebia um salário de R$ 2,5 mil, passa a ter status de superintendente, com seus vencimentos aumentando para R$ 6 mil - reajuste de 240% -. Além disto, outros 10 cargos foram criados, entre coordenador, assessores técnicos, chefes de setores e assistentes, sendo um número maior do que o de agentes de trânsito que estão na ativa.

Atuação
Em 2021, os quiterienses assistiram a um show de horrores no trânsito da cidade, disparadamente o ano mais violento nas vias públicas com dezenas de acidentes. Pelo menos 85 pessoas foram hospitalizadas por conta de acidentes, sendo parte destes casos ocorridos em imprudências.


A falta de rigor e de fiscalização diante do altíssimo número se complicou ainda mais no feriado natalino, quando circulavam três pessoas em uma única moto, descargas adulteradas, empinando motos, não uso do capacete e outras irregularidades, principalmente na Praça da Matriz. A partir das cobranças da imprensa e da pressão popular, o Demutran reagiu de imediato com apreensões destes veículos e blitzes itinerantes em vários pontos da cidade com apoio da Polícia, no sentido de coibir.