Devido aumento de casos de gripe, Cartório Eleitoral de Santa Quitéria volta a ter atendimento presencial suspenso

Devido aumento de casos de gripe, Cartório Eleitoral de Santa Quitéria volta a ter atendimento presencial suspenso


O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) suspendeu o atendimento presencial em todo o estado do Ceará até o dia 31/1, através da Portaria Conjunta nº 1/2022. A decisão foi tomada em razão do aumento no número de casos de Covid-19 e de ocorrências por síndrome respiratória aguda grave. 

O atendimento virtual, por meio do Sistema Título Net, permanece disponível para todos os eleitores e eleitoras que precisam regularizar sua situação eleitoral. A ferramenta possibilita a solicitação de alistamento (primeiro título); mudança de município (transferência); alteração de dados pessoais, de local de votação na mesma cidade e regularização de inscrição cancelada (revisão). 

As situações de urgência serão avaliadas pontualmente para atendimento presencial do(a) eleitor(a), de forma excepcional. Além disso, fica garantido o atendimento presencial do público que não possui acesso à internet e a outros meios de comunicação digital e/ou que não tenha possibilidade ou conhecimento para utilizá-los.

Não será permitido o atendimento e acesso às dependências da Secretaria do TRE-CE, dos Cartórios Eleitorais, das Centrais de Atendimento ao Eleitor e de outras unidades de atendimento, de pessoas que não estejam utilizando a máscara cobrindo a boca e o nariz, simultaneamente, bem como que apresentem sintomas gripais. 

A coleta biométrica continua suspensa, conforme orientações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Quem perdeu o prazo da biometria e está com o título cancelado, precisa fazer a operação Revisão no Sistema Título Net para reativar a inscrição eleitoral.

A Justiça Eleitoral do Ceará oferece ainda diferentes serviços on-line no site www.tre-ce.jus.br, como emissão de guia relativa a débito de ausência de eleições, de certidões de quitação eleitoral e crimes eleitorais. Reitera-se que o TSE suspendeu as consequências previstas no art. 7º do Código Eleitoral para quem deixou de votar nas Eleições 2020 e não apresentou justificativa eleitoral ou não pagou a respectiva multa.