Fiocruz entregará primeiro lote de vacina 100% nacional em fevereiro


Os primeiros imunizantes contra a Covid-19 com 100% de produção nacional devem ser envasados ainda neste mês e entregues ao Ministério da Saúde em fevereiro, disse a Fiocruz nesta sexta-feira (7). O anúncio aconteceu no mesmo dia em que a Anvisa aprovou o registro do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) produzido pela Fiocruz, o que garante que todas as etapas de produção passem a ser realizadas no país.

Os imunizantes serão disponibilizados “assim que forem concluídos os testes de controle de qualidade que ocorrem após o processamento final da vacina”, disse a instituição em comunicado enviado à imprensa.

A Fiocruz iniciou a produção nacional ainda em julho de 2021, após a assinatura do contrato de transferência de tecnologia com a AstraZeneca, mas dependia de insumos importados. “A pandemia de Covid-19 deixou claro o problema da dependência dos insumos farmacêuticos ativos para a produção de vacinas. Com essa aprovação hoje pela Anvisa, conquistamos uma vacina 100% produzida no país e, dessa forma, garantimos a autossuficiência do nosso Sistema Único de Saúde (SUS) para essa vacina”, disse a Friocruz na nota.

O instituto afirma que, procedimentos como o que possibilitou a criação da vacina 100% nacional costumava levar 10 anos. O processo, desta vez, aconteceu em cerca de um ano. Mauricio Zuma, diretor do Instituto, diz que o registro do imunizante 100% nacional com o IFA, feito na unidade de Bio-Manguinhos, demonstra “a capacitação no estabelecimento de um processo produtivo de alta complexidade”.

CNN Brasil
Postagem Anterior Próxima Postagem