Médica impede mãe de entrar em consultório com os dois filhos

Médica impede mãe de entrar em consultório com os dois filhos

 

Uma médica foi dispensada pela prefeitura após se recusar a receber uma mãe com duas crianças dentro de seu consultório e obrigar seus filhos - um deles de apenas dois anos - a ficar do lado de fora enquanto outro era atendido.

O caso aconteceu no município de Santa Luzia, Região Metropolitana de Belo Horizonte, e foi registrado por pacientes que aguardavam atendimento. 

Um dos vídeos gravados na ala pediátrica da UPA São Benedito mostra o momento que uma criança está sozinha na porta do consultório. O menino tenta olhar pela fresta e, de repente, a médica fecha a porta bruscamente.

É possível ouvir a voz de um homem narrando o que está acontecendo. “A mãe tem dois filhos e a médica não quer atender os dois ao mesmo tempo. Aí obriga a mãe a deixar criança do lado de fora, no corredor, sozinha. Fechou a porta na cara do menino! Que absurdo, que médica é essa, gente?”, finaliza.

Em entrevista ao portal BHAZ, a esposa do homem que gravou a situação, Mariana Herbert, disse que o caso ocorreu por volta das 21h. Mariana também estava esperando para que sua filha fosse atendida pela médica.

“A mãe entrou no consultório com as duas crianças e pediu para eu vigiar a sacola dela, só que assim que ela entrou, ela já saiu muito rápido, e falou que a médica não deixou as duas crianças ficarem na sala, que uma teria que ficar do lado de fora”, disse a testemunha.

Mariana contou que a mãe estava sozinha com as crianças, e as duas iam ser atendidas, mas mesmo assim, a médica se recusou a recebê-las de uma vez. Uma das crianças obrigadas a ficar do lado de fora teria apenas dois anos. 

“A mãe deixou ele lá fora, fechou a porta e ele começou a chorar muito. Eu tentei chegar perto dele, só que ele chorava bastante e ficava com medo", disse. Já o segundo era mais velho e não chorou.

Em nota, a prefeitura de Santa Luzia lamentou o ocorrido e afirmou que a médica foi dispensada de suas funções no município:

“Reafirmamos o repúdio à atitude tomada no atendimento realizado na UPA São Benedito, esclarecendo que o tratamento dispensado aos usuários na ocasião não condiz com as diretrizes estabelecidas para atendimento ao público na Administração Municipal de Santa Luzia". 

O povo