Trabalhadores terão que usar máscara N95 ou similares no Ceará a partir do dia 24

Trabalhadores terão que usar máscara N95 ou similares no Ceará a partir do dia 24


O governador Camilo Santana informou, durante live pelas redes sociais, nesta sexta-feira (14), que haverá obrigatoriedade do uso da máscara padrão N95 ou similar para trabalhadores de farmácias, supermercados e escolas.

Para esclarecer informações desencontradas sobre o tema, o Governo antecipa redação do decreto para o Diário Oficial ressaltando que o intervalo entre os dias 17 e 23 de janeiro será de adaptação dos estabelecimentos citados à norma. A medida passa a valer efetivamente a partir da segunda-feira (24).

Vale explicar ainda que a obrigatoriedade se dá apenas para os trabalhadores da linha de frente, que estão em contato direto com o público, em escolas, supermercados e farmácias. São exemplos destes profissionais, os professores e porteiros, nas escolas; os caixas, nos supermercados e farmácias.

Máscaras N95/PFF2 protegem melhor da Covid-19? 
Pra começar, as duas siglas se referem ao mesmo tipo de equipamento: a PFF2 é a certificação brasileira e a N95, a norte-americana. Ambas têm um poder de filtragem superior aos das máscaras cirúrgicas e de pano, e são recomendadas para barrar vírus disseminados por aerossóis (que permanecem suspensos no ar em minúsculas partículas por horas e horas).

É nesse ponto, aliás, que mora parte da polêmica. Tecnicamente, o Sars-CoV-2 se espalha principalmente por gotículas respiratórias, produzidas quando uma pessoa infectada respira, fala, tosse ou espirra. Ou seja, ele não ficaria no ar por muito tempo. Só que o contágio através de partículas virais suspensas já foi comprovado em determinadas situações, principalmente em locais fechados, mal ventilados e cheios, como bares, restaurantes, lojas etc.

Gazeta do Cariri