Após briga de cães, homem mata cachorro com 21 facadas


Um cachorro da raça american bully foi morto com 21 facadas na zona oeste do Rio. O caso aconteceu após uma briga violenta entre a vítima e um outro animal da raça rottweiler. O cão atacado chegou a ser socorrido e levado a uma clínica veterinária, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na tarde desta sexta-feira (25/2).

De acordo com a dona do cão que faleceu, Priscila Fernandes, ela passeava com o mascote pelas ruas do bairro do Cosmos, onde mora, quando os animais se estranharam e se enfrentaram na rua. Nenhum deles usava focinheira, mesmo sendo pets de grande porte. Segundo ela, a briga foi bastante violenta e os tutores tiveram dificuldade de apartar os cachorros.

De acordo com o boletim de ocorrência, após o incidente, o tutor do rottweiler, identificado como Thiago dos Santos de Jesus, jurou vingança e, inconformado, pediu para que a esposa buscasse uma faca, arma com a qual ele atacou o american bully. Durante o episódio, o homem ameaçou quem tentasse defender o cachorro. O homem só parou depois que um vizinho o acertou com um pedaço de pau. O cachorro foi atingido 21 vezes.

O presidente da Comissão de Defesa dos Animais da Câmara Municipal do Rio, Luiz Ramos Filho, acompanha o caso. Segundo ele, o homem responsável pelo ataque deveria ter sido preso. “A Polícia Militar foi na casa deste cidadão. Não entendi por que ele não foi preso em flagrante. Estou oficiando a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente. Esse homem cometeu uma série de crimes. Matou o animal, ameaçou as pessoas e permanece solto. Estão esperando o quê? Que ele mate mais alguém? É um perigo para a sociedade”, disse o vereador.

Metrópoles
Postagem Anterior Próxima Postagem